• Rodrigo Raffa

Por que o primeiro satélite brasileiro não foi lançado do Brasil?

Atualizado: Mar 29

Por Bruno Morais e Rodrigo Raffa

Revisado por Marco Centurion


Sucesso! Primeiro satélite 100% nacional, o Amazonia-1, foi lançado com êxito de base indiana, às 1h54 (horário de Brasília) deste domingo dia 28 de fevereiro a partir do Satish Dhawan Space Centre (SHAR), em Sriharikota, na Índia.



Já em orbita, há 752 km de altura, o satélite Amazonia 1, é o primeiro de observação da Terra completamente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).


Com ao todo 12 anos de projeto, o satélite possui massa de 640kg e 2,5m de altura. Sua órbita polar gerará imagens do planeta a cada 5 dias, e serão usadas para o monitoramento ambiental (como as queimadas na Amazônia) e da agricultura em todo o território brasileiro com uma alta taxa de revisita, além da região costeira, reservatórios de água, desastres ambientais, entre outras aplicações. Os dados estarão disponíveis tanto para comunidade científica e órgãos governamentais quanto para usuários interessados em uma melhor compreensão do ambiente terrestre.


Mas por que o satélite brasileiro não foi lançado em território nacional?

O Brasil possui o Centro de Lançamento de Alcântara, construída em 1983 no Maranhão. Com localização privilegiada, por estar próximo a linha do equador, a base tem um potencial muito bom para lançamentos futuros, atraindo inclusive a atenção da NASA, agência espacial americana.

Mas segundo o professor Naelton Mendes de Araujo, astrônomo da Fundação Planetário do Rio de Janeiro, em entrevista ao UOL, para cada tipo de foguete, é necessária uma plataforma de lançamento apropriada para aquele tamanho. Ele explica que em Alcântara, há uma plataforma que pode lançar um foguete do porte do VLS (Veículo Lançador de Satélites, com 19,7 metros de altura), já o que colocou o Amazônia 1 em órbita é o indiano Polar Satellite Launch Vehicle (PSLV), de 44,4 metros.



O INPE, executor do projeto coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB), agradece a todos por acompanhar o processo de desenvolvimento do Amazonia 1, uma realização brasileira que comprova o caráter inovador da ciência e tecnologia no País. O país já tinha domínio sobre alguns subsistemas de satélites, e complementava o restante por meio de parcerias, como o conhecido Satélite Sino-brasileiro de recursos terrestres (CBERS em inglês), em cooperação com a China.


Para rever detalhes do lançamento, assim como os estágios até o satélite ficar orbitando sozinho, acesse o link da transmissão do MCTIC:


Referências


BRASIL. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Lançado com sucesso o Amazonia 1, primeiro satélite nacional de observação da Terra. Disponível em: <http://www.inpe.br/noticias/noticia.php?Cod_Noticia=5706>. Acesso em: 28 fev. 2021.


OLIVEIRA, F. E Alcântara? Por que o 1º satélite 100% brasileiro será lançado na Índia?. Tilt o canal sobre tecnologia da UOL. Disponível em: <https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2021/02/27/entenda-por-que-o-primeiro-satelite-100-nacional-vai-ser-lancado-na-india.htm?utm_source=facebook&utm_medium=social-media&utm_campaign=noticias&utm_content=geral >. Acesso em: 28 fev. 2021.

80 visualizações0 comentário